Redução de gastos na clínica médica

Reduzir custos é a meta de qualquer empresa que busca a lucratividade, em uma gestão hospitalar não poderia ser diferente. Apesar de ser um grande desafio, você pode conseguir fazer uma gestão de clínica médica com qualidade e reduzir seus gastos, basta seguir uma estratégia segura e sustentável.
No conteúdo de hoje, vamos entregar 7 dicas para você fazer uma redução de gastos em sua clínica mantendo a qualidade e o atendimento. Confira!

Para reduzir gastos é preciso fazer uma boa gestão de custo

Em toda gestão hospitalar, seja qual for o porte da clínica, é necessária uma boa gestão de custos. Se você quiser bons resultados e consolidação no mercado, é preciso que todos os gastos e investimentos estejam organizados e à disposição para futuras avaliações e mudanças.
Os custos de uma clínica medica, o que inclui, gastos com materiais, contratações de serviços, equipamentos, folha de pagamento dos funcionários e outros, devem ser totalmente detalhados e organizados, para que seja possível ter uma avaliação dos rendimentos do consultório.
Para você ter uma maior margem de lucro, de nada vai adiantar aumentar os seus atendimentos, pois o fator que vai fazer você ganhar dinheiro não é mais atendimentos e sim menos custos. Logo, podemos dizer com toda certeza que a gestão de custos é a ferramenta mais importante para avaliar as finanças da clínica.

7 formas de reduzir gastos em uma clínica mantendo a qualidade e atendimento

1 – Terceirize serviços

Terceirizar serviços faz com que a clínica direcione o seu foco para a atividade principal. Com uma terceirização bem-feita, você pode proporcionar melhorias em toda a gestão hospitalar, principalmente nas operações e na produtividade, sem falar na otimização de tempo e diminuição de gastos.
A redução de gastos acontece porque os empreendimentos na área da saúde não contam apenas com a parte assistencial de medicina, enfermagem e laboratorial, mas também com uma grande quantidade de especializações que são muito importantes em uma gestão de clínica medica. Dessa forma, a terceirização ajuda a economizar com contratos e custos.

2 – Utilize tecnologia da informação

O uso da tecnologia deve ser feito sempre se você precisa manter a qualidade e reduzir gastos, principalmente em áreas de exame e diagnostico, onde o auxílio de plataformas tecnológicas possibilitam exames rápidos e entregas de laudos em poucos minutos.
Por isso, faça uma análise e veja a necessidade de adotar softwares médicos, pois é essencial para agilizar os processos de toda a clínica e consequentemente reduzir os custos.

3 – Organize o seu estoque

Poucos donos de clínicas dão a devida importância para o estoque, mas uma organização correta do mesmo, ajuda você a economizar dinheiro. Quando o controle do estoque é bem feito, você evita o uso desnecessário de espaço de armazenamento e o desperdício de mercadorias, principalmente por perda da data de validade.
Por isso, faça os seus pedidos aos fornecedores, contando com a real necessidade do seu consultório. Assim, a sua gestão hospitalar vai fluir com mais clareza e sem pesar no seu bolso, além de te ajudar a perceber quais produtos podem ser comprados em menos quantidade e qual tem uma demanda maior.

4 – Diminua os horários ociosos

Uma estratégia bem inteligente que além de reduzir custos, pode gerar muita produtividade, é você aproveitar esses horários ociosos e usá-los de outra forma. Em toda gestão de clínica medica existem horários ociosos durante a semana, isso faz com que você desperdice tempo e até desmotive a sua equipe. Por isso, você pode preencher essas horas livres com treinamentos, reposição de estoque e organização de espaços.
Assim você pode reduzir custos com horas extras e desperdícios, além de evitar que tarefas sejam feitas em horários de atendimento, mantendo sempre toda a clínica organizada.

5 – Elimine a burocracia

Aspectos mais burocráticos, como agendamento de consultas, ficam mais em evidencia quando há sobrecarga na agenda e os pacientes ficam entrando em contato com a clínica. Além de ser recomendável contar com uma equipe eficiente para o atendimento, usar de novas tecnologias ajuda bastante na gestão hospitalar.
Dessa forma, você pode instalar atendimentos online através do site e redes sociais e contar com aplicativos como o WhatsApp. Esses procedimentos deixam o atendimento mais simples, fazendo a equipe ganhar em tempo e economizar gastos.

6 – Mantenha as contas em dia

Os juros cobrados por atrasos em contas podem representar uma despesa alta e desnecessária. Por isso, mantenha sua gestão hospitalar organizada e agende todos os pagamentos para o mesmo dia ou dias próximos, para manter uma organização das datas.
Uma estratégia simples e pratica e colocar as contas em débito automático, assim você nem precisa se lembrar de ir pagar. É bom também conversar com alguns fornecedores e negociar descontos em caso de pagamento antecipado.

7 – Conscientize os colaboradores

De nada adiantará fazer todo um planejamento para redução de custos se os colaboradores não participarem, por isso é dever do proprietário passar a real situação e conscientizar toda a equipe.
Todos os funcionários devem agir em situações mesmo que mínimas, como o simples apagar de luzes ao deixar um ambiente ou tirar da tomada aparelhos eletrônicos no fim do expediente.

Dica extra – Invista em Marketing Médico

O marketing médico não está ligado apenas a propaganda da sua clínica, ele tem diversas ações que ajudam na econômica de recursos. Marketing é toda atividade que faz para criar, comunicar e entregar valor ao seu público. Ou seja, você deve alinhar a expectativa do seu público ao seu atendimento.
Dessa forma, você deverá mostrar o valor do seu serviço ao seu paciente, destacando o seu potencial e possíveis diferenciais, oferecendo a melhor experiência possível ao paciente enquanto ele estiver na sua clínica.
Com um marketing médico bem feito, você economiza em ações futuras de captação de cliente, que geralmente são bem custosas.

Todas as dicas que você leu nesse conteúdo não tem o objetivo apenas de reduzir custos, mas também de manter qualidade do atendimento e em muitos casos melhor o nível do atendimento.
Todas as mudanças dentro de uma clínica devem ter foco no paciente, caso uma redução de custos afete diretamente no bem-estar do seu cliente, ela deve ser revista. Use essas dicas adaptando para a realidade da sua clínica, talvez nem todas elas sirvam para você, mas faça uma análise total e aplique a maioria delas, você vai conseguir uma redução significativa de gastos.
Conhece um colega de profissão que precisa ler esse conteúdo? Marque ele nos comentários.

allia569_wp
allia569_wp

Você também pode gostar