A Evolução dos Equipamentos de Mamografia

Um dos primeiros registros no mundo de radiografia mamária se refere a 1913. O cirurgião alemão Albert Salomon radiografou pequenos pontos denominados “microcalcificações”, obtidos de cirurgias de mastectomia. Desde então, essa tecnologia veio desenvolvendo-se até passar a ser realizada, em 1966, por uma máquina específica para essa finalidade.
No Brasil, o primeiro mamógrafo foi importado em 1971, protagonizando uma das grandes conquistas do País no combate ao câncer de mama. A partir dai os equipamentos evololuiram muito rápido, estão melhores anatonicamente o que deixa os exames menos incomôdos e a qualidade de imagem impressiona.
Um grande avanço foi o aparelho de Tomossintese mamária, o equipamento oferece a possibilidade de visualização das mamas em planos diferentes, almentando as chances de um diagnóstico preciso. Reduzindo em muitos casos a necessidade de exames complementares e de biópsias.
A Mamografia 3D representa um avanço significativo na detecção de tumores em relação a mamografia convencional (2D).
Os aparelhos de Tomossíntese atuais oferecem mais precisão, rapidez e menos incômodo nas compressões.

allia569_wp
allia569_wp

Você também pode gostar